• Casa do futuro é realidade no Brasil

    Equipe Victória

    - 13 de September de 2012

    Imagine controlar as luzes de casa com um toque e encher a banheira com apenas um clique? Programar funções de forma que tarefas cotidianas, como regar as plantas ou abastecer a geladeira, sejam realizadas sem que você tenha de se preocupar. Presentes na ficção e no imaginário popular há algum tempo, facilidades como estas começam a fazer cada vez mais parte do cotidiano das residências graças ao crescente nível de automação.

    “Com um simples comando pelo celular posso encher minha banheira ou ligar o chuveiro durante o caminho de volta para casa”, afirma o empresário José Augusto, que instalou o primeiro sistema de automação em seu apartamento há 4 anos. Além dessas facilidades, ele ainda pode abrir a porta de sua casa por meio de impressão digital ou até bloquear a entrada de alguém, a distância.

    De acordo com José Roberto Muratori, membro fundador da Associação Brasileira de Automação Residencial (Aureside), Augusto é apenas um entre centenas de brasileiros que aproveitaram o desenvolvimento da tecnologia para integrar e programar sistemas residenciais que lhe permitissem ter maior conforto e segurança.

    Uma pesquisa feita pela entidade aponta que, entre 2007 e 2009, houve um aumento de aproximadamente 40% nos projetos de automação residenciais realizados no Brasil. “Hoje, é possível automatizar o sistema de iluminação da sua casa com apenas R$ 1 mil”, afirma Muratori.

    Integração dinâmica

    Os sistemas automatizados disponíveis no Brasil admitem inúmeras possibilidades de integração, customização de facilidades e criação de cenários dentro de casa. Assim, acionando apenas um botão, por exemplo, é possível criar todo um clima de romance, com cortinas fechadas, lareira acesa, meia luz, ar condicionado a 26º C e um jazz suave saindo do home theater.

    “Todas essas funções podem ser pré-programadas num só painel para dar mais comodidade”, afirma Sérgio Corrigliano, gerente de pesquisa e desenvolvimento da iHouse, empresa especializada no assunto.

    Entre outras informações passíveis de serem programadas estão o ajuste do volume da televisão quando se liga o aparelho de DVD ou toca o telefone, a temperatura do chuveiro e da água da banheira de acordo com a preferência de cada um dos membros da casa e a abertura ou fechamento de janelas e portas. Sendo que quase todos podem ser acionados localmente ou à distância, via mensagem de texto do celular ou por um computador remoto.

    Acionamento de exaustores, irrigação de jardim e limpeza de piscinas são outras funções passíveis de automatização e programação.

    No novo empreendimento Mansão Luciano Barreto Junior, recém-lançado em Aracaju, por exemplo, todos os apartamentos já vêm preparados para receber automatização. Todos os sistemas de segurança, climatização, entretenimento e iluminação serão interligados e poderão ser acionados de qualquer lugar pelo computador ou telefone celular.

    “Outra facilidade é poder medir o consumo de energia elétrica da casa toda e providenciar reduções por cômodo, caso necessário”, afirma Corrigliano.

    Matéria retirada de: iG

    0

    Deixe seu comentário

    Favor, preencha corretamente o(s) campo(s):